1720

O Wi-Fi é um dos meios de conexão à internet mais comuns entre as pessoas hoje, seja em lugares públicos, seja nas residências, principalmente para o uso de aparelhos móveis, como smartphones, tablets e notebooks. Porém, também são comuns problemas relacionados a essa conexão, que podem atrapalhar o uso da internet. Às vezes, não é possível usá-la em todos os lugares da casa, por exemplo, mas existem algumas dicas bem legais para melhorar isso. Acompanhe o texto e saiba quais são!

Atualize os aparelhos com frequência

Mantenha os dispositivos que transmitem a conexão wireless atualizados, dessa forma você garante um bom desempenho e velocidade na transmissão de dados. Assim como várias tecnologias, os acessórios de rede Wi-Fi também evoluem e têm novas atualizações. Existem quatro padrões IEEE 802.11 para redes sem fio: A, B, G e N.

Os padrões A e G podem transmitir informações em até 54 Mbps. O padrão B transmite dados com até 11 Mbps de velocidade. O mais moderno e rápido é o formato N, que transmite e recebe dados em até 600 Mbps. Para atingir altas velocidades de conexão, tenha um roteador compatível com o padrão N e uma placa de rede em seu computador para esse formato. Você pode adquirir uma nova placa por um valor acessível, e os roteadores devem ser substituídos por modelos mais novos.

Coloque o roteador no local adequado

A instalação da rede de internet sem fio da sua casa pode ter ficado em um local isolado e distante dos aparelhos que ficam conectados. Veja qual é o melhor lugar da casa para colocar o roteador. Esse aparelho funciona com ondas, por isso é importante evitar obstáculos em seu caminho para não haver interferência no sinal. Opte por colocá-lo em um lugar alto, assim o sinal se expande para baixo e para os lados, e instale o roteador no cômodo da casa que é mais frequentado.

Proteja o sinal da sua rede

As redes sem fio precisam de uma senha para serem acessadas pelos aparelhos desejados. Mas fique atento para que a senha não seja descoberta por algum vizinho que queira usar a sua conexão, deixando-a mais lenta. Para se proteger, use um padrão de segurança mais avançado, como o WPA. A senha deve ser de difícil acesso, misturando números e letras. Outra dica é alterar a senha com frequência para evitar que as pessoas identifiquem a sua rede e possam tentar descobrir a sua senha. Evite, também, utilizar nomes que indiquem de onde vem o sinal.

Altere o canal de conexão

Para melhorar a cobertura do Wi-Fi e ter menos interferência, você pode escolher o canal que está mais livre. Dois dos softwares usados para verificar o melhor canal para conexão são o “WiFi Analyzer”, para Android, e o “WiFi Stumbler”. Os dois programas disponibilizam gráficos para ver qual canal está utilizando cada roteador, recomendando os melhores. Para fazer a alteração, entre em contato com a empresa fornecedora do roteador ou verifique as informações no manual de instruções.

Instale um repetidor 

Se a sua casa possui vários pisos e paredes grossas, pode ser que o alcance do Wi-Fi seja prejudicado. Para resolver isso, adquira repetidores de sinal. Existem os repetidores que se conectam ao roteador através de um cabo Ethernet e reenviam o sinal a dispositivos remotos. Esses aparelhos devem estar sempre conectados por cabo ao roteador, mas se isso for um problema, você pode utilizar os dispositivos PLC, ligados ao cabeamento da rede elétrica.

Cuidado com os aplicativos que consomem a conexão

Algumas atividades exigem conexão constante à internet, como jogos on-line, programas de download e streaming de vídeos, o que pode comprometer o sinal do Wi-Fi. Se mais de uma pessoa usa a mesma rede, há uma limitação de seu uso. Para resolver isso, use uma ferramenta que quase todos os roteadores Wi-Fi têm, o QoS. Dessa forma, você pode priorizar a transferência dos dados por protocolos, colocando chamadas de vídeo na frente de um streaming de vídeo, por exemplo. Além disso, é possível bloquear um programa que você acha que está consumindo mais dados que outro.

Reinicie o roteador com frequência

Em alguns casos, o roteador pode travar por aquecer muito. É recomendado reiniciá-lo manualmente com frequência, além de mantê-lo desligado quando ninguém acessar a internet. Isso pode melhorar a transmissão de sinal do roteador quando você ligá-lo novamente, além de garantir mais tempo de funcionamento ao aparelho.

Reinstale um firmware no roteador

Outra dica, um pouco mais complexa, mas que pode funcionar, é a instalação de um firmware no roteador. Trata-se de um sistema operacional do equipamento que controla todas as suas funções. Uma configuração que normalmente resolve muitos problemas do sinal do Wi-Fi é o aumento da potência das antenas. Há firmwares que podem mudar o equipamento antigo e transformá-lo em uma central com diversos recursos, amplificando o poder das antenas.

Siga as dicas que passamos e tenha um sinal de Wi-Fi melhor na sua casa. Lembre-se de adquirir boas marcas e modelos de roteadores, além de manter atualizado o seu computador, tablet ou smartphone. Acompanhe o blog da SOS e veja outros posts de tecnologia!

Quais serão os rumos da tecnologia na próxima década?

5 trabalhos para fazer com a ajuda da tecnologia e sem sair de casa

Share

Post comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Up